quinta-feira, 11 de março de 2010

ENP: 13º Encontro Nacional de Presbíteros: Missão dos presbíteros



13º Encontro Nacional de Presbíteros

Missão dos presbíteros é tema de debate no quinto dia do 13º ENP

No quinto dia de debates do 13º Encontro Nacional de Presbíteros (ENB) realizado ontem, 07, o assessor do Conselho Missionário Nacional da Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) e secretário-executivo do Centro Cultural Missionário (CCM) de Brasília, teólogo Padre Stefano Raschietti, debateu a missão e a vida na Igreja com os padres presentes no evento.

No que se refere à missão dos presbíteros na Igreja o teólogo esclareceu que esta é essência em primeiro lugar, e não uma mera atividade. "A Igreja por sua natureza é missionária. Isso constitui uma revolução no próprio conceito de Igreja, que procede da missio Dei. Não é mais a Igreja que envia missionários em qualidade de ´missionante´, mas é ela própria enviada como missionária", afirmou.

Destacando ainda mais a importância da missão, Padre Stefano afirmou que ela vem antes da Igreja. Para o sacerdote, na missão de Cristo é que se cria uma Igreja. "A atividade missionária não é tanto uma ação da Igreja, mas é simplesmente a Igreja em ação", acrescentou.

Para reforçar sua argumentação, o sacerdote lembrou também do pensamento do Papa Bento XVI, que vê a ação missionária como elemento integrante da identidade sacerdotal. Conforme o Santo Padre, o presbítero é fundamentalmente profeta, sacerdote e pastor.

Por fim, o teólogo fez questão de salientar que a missão deve se estender também aos que na comungam da fé católica. "O que significa falar de Cristo para o que estão fora da Igreja? De que maneira o Evangelho toca o coração e a vida das pessoas lá onde estão?", indaga Padre Stefano. De acordo com o sacerdote, esta é uma questão delicada e que merece uma reflexão, pois "sabemos bem o que dizer ao nosso povo, mas não sabemos o que dizer ao povo de fora".

O presbítero deve impregnar-se da palavra de Deus, diz Dom Odilo

Em sua última conferência feita na manhã deste domingo, 7, durante o retiro que orientou para os padres que participam do 13º Encontro Nacional de Presbíteros, em Itaici (SP), o Arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, destacou o padre como ministro da Palavra. "O presbítero deve impregnar-se da palavra de Deus para anunciá-la aos outros", disse o Cardeal.

Segundo Dom Odilo, há muitas maneiras do padre exercer este ministério como, por exemplo, na homilia litúrgica, no ensino da doutrina da fé, na formação cristã dos fiéis, na catequese, na promoção da leitura e do estudo da Sagrada Escritura. "A Igreja pede que toda a pastoral seja bíblica, quer dizer, seja ricamente motivada e orientada pela Palavra de Deus", acentuou.

O Cardeal disse que os padres devem se preocupar com a "escassa instrução religiosa do povo" e com o "desconhecimento das verdades básicas da fé, como vêm expostas no Catecismo", além da "precária familiaridade com a Escritura".

Um dos caminhos apontados por Dom Odilo para superação deste limite é a promoção da "leitura orante da Escritura nas famílias, comunidades e paróquias". "Além disso, serão úteis ao povo momentos especiais de pregação ao povo; nossas igrejas poderiam ter mais atividades formativas, mesmo à noite, pois durante o dia o povo trabalha", acrescentou.


Diocese de Jales

Nenhum comentário:

Postar um comentário